SALVANDO O MUNDO

Por Cátia Schumacher

Pensando…pensando…pensando…

Sobre o clichê de salvar o mundo…
Após assistir o filme da mulher Maravilha que ao final faz uma excelente reflexão. 
Todos temos no íntimo a satisfação em auxiliar o próximo…em subconsciente a vontade de salvar o mundo…seja o nosso mundo ou o mundo de alguém. 
Isso explica a satisfação que sentimos ao solucionar um problema, seja nosso ou de alguém.
Por instantes somos “heróis” 
Heróis de uma batalha como intuito de ser heróis da guerra. 
Mas que guerra estaríamos falando???
Seria a guerra de algum povo ou religião??
Ou seria a dualidade entre bem e mal que ocorre desde os primórdios?
Por que estamos em busca da paz? Qual a relação??
Onde que a guerra é sentida?
Onde acessamos as emoções, sentimentos oriundos da guerra?
Dentro de nos! Se a guerra é sentida dentro de nós, onde a guerra habita então?
Se buscamos Paz é porque existe guerra aqui dentro. 
A ausência de paz é sinônimo de caos, desordem, desarmonia..guerra é o oposto da paz. 
Se buscamos Paz é porque estamos em guerra internamente. 
Feliz daquele que consegue se manter em Paz ao meio do caos.
Aliás manter a paz interior independente das situações é um ato de amor consigo e para com o próximo. 

 

O estado de paz emana energia equilibrada harmônica energia de amor, gratidão  humildade e humanidade. É quando nos encontramos energeticamente com nossos irmãos neste planeta. Tudo faz parte do todo. Por isso o estado de amor traz um Campo de equilíbrio onde estamos em contato com o verdadeiro ser que somos. Tocando a alma de nossos irmãos onde todos somos iguais.

 
O livre arbítrio é o que nós faz diferentes. Em essência somos iguais. 
O livre arbítrio nos oportuniza escolher. Fazer escolhas é o que nós afasta uns dos outros ou nos aproxima. Dependendo da situação.
 
Podemos escolher salvar o mundo ou não fazer nada em ambas as situações estaremos fazendo uma escolha.
 
Eu te convido a refletir sobre quais escolhas tens feito ultimamente?
Elas te possibilitam auxiliar a ti e ao próximo?
Em que momentos te sente feliz?
Ajudar o próximo é um ato de escolha em ambas as situações positivas ou negativas estarás atendendo algo dentro de ti. 
Ser mestre de si mesmo é encontrar o equilíbrio na vida.
De que lado você anda?

Qual o legado que pretendes deixar ??

Cátia Duarte Schumacher
Coach, Gestora Financeira e Reikiana CRA RS 002340 CRC RS 079705/00 www.coachingdesustentabilidade.com.br
(51)99612 7680

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *