PROCRASTINAÇÃO : POR QUE MENTE A SI MESMO?

Por Pedro Pinto

Imagino que já se deparou com uma tarefa que não gosta: o seu cérebro aciona 1001 pensamentos e desculpas para o fazer pensar que há algo mais que precisa ser abordado.

Tenho que ser direto consigo: está a mentir a si mesmo, a acreditar na sua conversa da sua voz interna: está a adiar !!!

O nosso cérebro, apenas nos faz pensar que somos necessários noutro lugar, e quando deixamos a tarefa em mãos para o outro, de repente sentimo-nos aliviados; parece que respiramos melhor e tudo faz sentido: não é?

De certa forma isso acontece; terá um prazer temporário, uma onda de endorfinas em todo o corpo; meu deus, está a sentir-se otimamente.

De repente, algo muda, parece que começa a desejar mais sensações que sentiu anteriormente, mas o armazém está vazio e o fabricante não tem mais produto.

Além disso, à sua frente está a tarefa “sangrenta” que não se moveu um centímetro, e pensa: “Bolas, o que fiz eu para merecer isto?”.

Simplesmente adiou a tarefa e agora a mesma está “persegui-lo”.

Não desespere; existe uma solução para isso, mas tem que ser corajoso: é suficientemente corajoso?

1. Enfrente a tarefa que não quero fazer, mesmo que sinta desconforto.

2. Brinque consigo mesmo e defina um tempo para se concentrar apenas nisso sem qualquer distração externa – não, nada de internet, telemóvel, apenas a tarefa.

3. Digamos que esteve focado durante 25 minutos; Agora, faça uma pausa – apenas 5 minutos – e faça algo de que realmente gosta.

4. Vá para o passo 2. Depois de quatro blocos de 25 minutos, permita-se fazer uma pausa de 15 a 20 minutos.

5. A tarefa é feita? Se assim for, recompense-se com algo que realmente gosta; caso contrário, vá para o passo 2.

É isso! Fácil, não é?

Eu sei, eu sei, pode não concordar comigo, mas tente, e depois conte-me a sua experiência.

Está a enganar o seu cérebro, evita a procrastinação e faz as coisas quando elas são necessárias.

A vida é simples; a questão é que na maioria das vezes envolvemo-nos com nossa voz interior que nos engana, ou inventamos desculpas para nos enganar, e depois pagamos o preço.

Vá, apenas faça!

Este é um exercício simples, que pode ser o se trabalho de casa após uma sessão de Coaching, em que poderemos analisar o que realmente está em jogo, as suas metas, o que está impedindo o seu sucesso, trabalhar o processo e passo a passo ultrapassar estes e outros obstáculos.

Pedro Pinto – Coach Executivo e Mentor, focando-se no desenvolvimento pessoal, de equipas e de gestores de topo a tornarem-se verdadeiros líderes impactando as suas equipas e empresas – www.iamyourcoach.pt – pedro@iamyourcoach.pt

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *