MELHOR VERSÃO DE MIM

Por Cátia Schumacher

Pensando sobre o que escrever nesta tarde, olhando algumas anotações passadas me deparei com uma frase que escrevi há um tempo atrás.

Resolvi ser a melhor versão de mim mesma…

Quantas versões nós temos?

Quantas versões realmente somos?

São tantos os papéis no dia a dia, tantos afazeres. Mas estou sendo o melhor de mim em cada uma delas?

Sou feliz enquanto estou desempenhando o árduo papel de ser mãe, profissional, dona de casa, estudante, amiga, filha, esposa… Sou?

Ser o melhor de mim significa para mim o estado de ser, sentir cada momento como único e desfrutar, destilar, saborear cada momento como único, porque na minha realidade é.

A melhor versão de mim implica em gratidão a todo momento vivido, a toda experiência vivenciada, pois todas fazem parte do meu aprendizado, do meu processo evolutivo com ser humano.

Experiências podem ser boas, outras nem tanto, porém cada uma delas traz consigo um enorme aprendizado sobre mim e sobre os outros.

Quando escolhemos ser a melhor versão de nós mesmos, deixamos de ser vítimas das circunstancias da vida e nos tornamos protagonistas da nossa própria história. Deixamos de buscar culpados pelas coisas que ocorrem conosco e com o todo e percebemos o nosso papel dentro desta sociedade.

Assunção de responsabilidade é o que acontece quando deixamos de ver vítimas e passamos a encarar a vida de forma mais simples.

Alguns podem me questionar dizendo, mas não sou o culpado pela crise no País, não sou culpado pelo número de assaltos, pela corrupção sistêmica enraizada no meio político da atualidade.

E eu respondo… fazemos parte de tudo isso. Somos parte um do outro, somos seres individuais, porém formamos o coletivo. Quando um grande número de pessoas vibra energias negativas focando em uma determinada situação, todos no entorno somos afetados por essas energias, se assim é como dizer que não fazemos parte disso?

Não consigo ver diferente… Somos todos parte do todo.

Agora, se eu escolher ser a melhor versão de mim, e você escolher ser a melhor versão de você e outro, e outro, e outros…

O que estaremos vibrando individualmente porém afetando coletivamente os demais?

Estaremos vibrando positivamente, e isso transforma o coletivo.

Escolho fazer do meu mundo o melhor mundo que posso fazer, e se você escolher da mesma forma, vai transformar seu mundo também.

Sei que não é fácil, alguns podem pensar que é utópico escrever isso, porém cada um tem suas escolhas, estou aqui escrevendo sobre as minhas, que me fazem feliz, e o que me faz bem eu costumo compartilhar, porque o bem se propaga.

Convido você a refletir sobre a melhor versão de si mesmo… se questione, reflita… Estou sendo a melhor versão de mim? Ou estou sendo mediano, levando a vida, ou deixando ela me levar como se fosse ao acaso?

Pense nisso.

Forte abraço,”

Cátia Duarte Schumacher
Coach, Gestora Financeira e Reikiana CRA RS 002340 CRC RS 079705/00 www.coachingdesustentabilidade.com.br 
(51)99612 7680

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *