CONTROLAR EMOÇÕES É POSITIVO OU RUIM PARA A PRÓPRIA PESSOA?

Por Monica Ciongoli

É muito esperado que as pessoas ao serem contrariadas não manifestem suas emoções, não coloquem para fora tudo o que pensam para viverem em harmonia com a sociedade e com as pessoas de sua convivência. Trata-se de uma forma de convivência para não ser mau educado, incompreendido, e sobretudo em ambientes de alta pressão expressar as próprias ideias pode ser colocar em choque valores, sentimentos e levar a grandes desastres em ambientes profissionais.

Por outro lado, para a pessoa que tem um lado mais espontâneo, mais consciente de suas ideias, sentimentos pode sofrer também grandemente por sentimentos de incompreensão e inadequação.

Diversos psicólogos estudam que muitas pessoas por não conseguirem expressar suas opiniões, ou até sentimentos ruins que ficam pelo fato de não colocarem para fora, podem direcionar para outras partes do corpo transtornos, dores de estômago, dores de cabeça, ansiedade, afirmam.

Agir com educação, respeito é bem-visto em nossa sociedade, extravasar é bom e há países incentivando esse comportamento.

O inglês Luke Treglown, um dos autores do estudo “o lado obscuro da resiliência e da moderação “, publicado na revista Harvard Bussiness Review, indica que algumas empresas no Reino Unido encorajam deixar que as emoções venham à tona. “Em ambientes de alta pressão e ritmo acelerado, os funcionários que são assertivos, diretos ou contundentes geralmente são vistos como melhores naquilo que fazem, diz Treglown.

As emoções negativas podem ter a função de nos mostrar que há necessidade de ser revista alguma ação, ou que algo pode ser modificado, revisto ou feito de outra maneira, citação de Flora Victoria. Segundo ela, melhor explodir do que ficar remoendo, mas o ideal é ter estratégias para compensar esses sentimentos ruins e voltar a se sentir bem seja na relação pessoal ou profissional. Vale ressaltar que esse estouro deve ser sem perder a razão sobretudo quando estiver no momento mais crítico seja em uma discussão ou na tomada de decisão.

Nessas horas que podemos utilizar os diversos exercícios de respiração, onde essa prática, te possibilita através de retomada de ar, voltar a manter se EU, de forma integra, tomar agua, sair do estado de stress ou raiva ou sentimentos aflorados poderá fazer com que encontre ideias diferentes ou um restabelecimento da direção que deseja. Acessar seu lado racional irá mudar a marcha do momento, mudar o estado emocional e então trazer as emoções positivas ao presente momento e então pode ressignificar, rever as melhores ações para a situação.

Quanto maior o leque de sentimentos, menores ou problemas.

É de suma importância ao mostrar sentimentos, que se tenha total autoconhecimento sobre a forma , e estilo de comunicação , pois dessa forma saberá lidar com a falta de compreensão bem como atentar para os próprios traços, exemplo ; uma pessoa de tão emocional e tão firme em suas ideias e conceitos , pode expressar-se de uma forma tão direta, franca, firme e assertiva, que as outras pessoas podem sentir que esse comportamento significa agressivo, autoritário. Dessa forma, conhecer seu estilo de expressar-se deverá contribuir muito para que suas ideias sejam aceitas, compreendidas e poderá interferir positivamente ou negativamente no momento do confronto com pessoas de traços opostos.

Sendo assim, ter o controle pode significar, não que você tenha que engolir suas emoções, sentimentos, mas não ter atitudes nem de submissão e nem de comandante.

Como retomar a calma? De forma de dentro para fora?

Estudos mostram que sentir se bem, feliz e ter espaço para varias emoções é retomar a um estado de calmaria de forma rápida.

Dicas:

  1. exercitar a respiração diafragmática – ajuda a restaurar a sensação de relaxamento
  2. caminhada – auxilia a mudar de estado emocional – direciona a energia para outra situação arejando o cérebro
  3. meditação – exercício de concentração, direcionamento do pensamento, oxigenação da mente e manter-se no aqui e agora.

A oportunidade do autoconhecimento te possibilita você saber o que você quer, onde deseja chegar e a maturidade para rever conceitos, ideias e atitudes.

Meu nome é MONICA C CIONGOLI, meu objetivo é propiciar que as pessoas encontrem seu lugar no mundo, qual o legado e propósito de seu “estar no mundo”
Sou Coach, Psicóloga Positiva, Orientadora de vida e carreira e acredito que transformar possibilidades, alternativas em ação fazem toda a diferença.
http://www.sbcoaching.com.br/ocoach/monica_ciongoli
e-mail mcciongo@uol.com.br

1 comentário


  1. Oi Monica, obrigado por compartilhar e parabéns pela reflexão.
    Muito lúcida, coerente e provocativa.
    Tentei publicar por três vezes comentário no site menteemharmonia, mas não consegui e então o que quis colocar foi:
    ”reflexão importante a orientação sobre colocar suas emoções em seu favor. Segurar emoções negativas pode minar sua
    resistência emocional levando as pessoas a reduzir sua resiliência. Importante, como você deixa claro, é sair racionalmente da
    posição de “ser bonzinho” ou “dar a outra face” para uma posição assertiva e estratégica de posicionar-se de forma a mostrar-se
    autoconfiante”.
    Parabéns e se quiser colocar essas minhas observações nos comentários sobre o seu artigo pode fazê-lo.
    Abraço forte e até qualquer dia desses, espero.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *