COACHING E INTELIGÊNCIA EMOCIONAL

Por Elaine Trannin

O conceito de inteligência emocional foi lançado em 1982 pelo Psicológo Reuven Bar-On, mas ganhou popularidade a partir de 1995, por meio do trabalho do Psicólogo norte-americano Daniel Goleman com o livro intitulado Inteligência Emocional.

Com essa descoberta, foi possível entender a lacuna que tínhamos na seguinte constatação:

“Pessoas com os mais altos índices de QI tinham performance melhor que as pessoas com QI médio somente 20% do tempo. Por outro lado, pessoas com QI mediano tinham performance melhor que os altos QI em 70% do tempo.”

Os cientistas perceberam que deveria haver outro fator para explicar o sucesso, além do QI. Anos de pesquisa e incontáveis estudos apontaram para o QE – Quociente Emocional – como o fator crítico nesse entendimento.

Desde então, cada vez mais ouvimos falar em Inteligência Emocional como chave para melhoria de vários aspectos, incluindo bem-estar pessoal, autoconhecimento, relacionamentos, crescimento profissional, entre tantos outros, mas apesar do foco crescente no tema, as pesquisas indicam que somente 36% das pessoas são capazes de identificar suas emoções no momento em que acontecem.

Isso significa que 2 em cada 3 pessoas não sabem identificar suas emoções e usá-las em seu beneficio.

Ao longo dos nossos dias, das nossas rotinas, somos sujeitos a um fluxo tão constante de emoções que acabamos não percebendo que temos reações emocionais, em diferentes graus de intensidade, a praticamente tudo que acontece em nossas vidas. Tipicamente, quanto mais intensa for a emoção, maior a probabilidade de ela determinar nossas ações.

Não aprendemos na escola como identificar e lidar com nossas emoções. Começamos a trabalhar sem as habilidades necessárias para enfrentar os desafios constantes do nosso dia-a-dia e com o tempo, percebemos que boas decisões requerem muito mais que o conhecimento puro e simples dos fatos. Percebemos que nossas reações a determinados fatos nos causam arrependimento, sofrimento e consequências que não eram as esperadas e desejadas.

Isso acontece porque nossa primeira reação a um evento é sempre a emocional e nós não temos controle sobre essa parte do processamento cerebral. Nós até podemos conseguir controlar os pensamentos que seguem a uma emoção, desde que estejamos conscientes que elas ocorreram e desde que nenhum gatilho emocional seja disparado. Nesses casos, a intensidade das nossas reações a esses gatilhos é determinada por nossa história pessoal em experiências com situações similares.

E onde entra a importância da inteligência emocional nisso tudo? A medida que desenvolvemos esse autoconhecimento, aprendemos a detectar nossos gatilhos e encontrar formas mais satisfatórias de reação e resposta; e essas reações e respostas mais satisfatórias, com o passar do tempo, poderão se tornar reações e respostas habituais, sem que a gente precise dispender tanta energia e autocontrole para isso.

Inteligência emocional é a capacidade de reconhecer nossas emoções e de entender essas emoções tanto em nós mesmos como nos outros. Tendo essa conscientização, podemos ter melhores relacionamentos e adequar nossos comportamentos da forma que julgarmos melhor.

Para dar um panorama da importância dessa habilidade no contexto profissional, pesquisas indicam que o QE é responsável por 58% do nosso desempenho em qualquer tipo de atividade. Além disso, 90% dos trabalhadores de alta performance apresentam alto QE, enquanto que somente 20% dos profissionais de baixa performance apresentam alto QE.

E a boa noticia é que, diferentemente do Quociente de Inteligência – QI – que é inato, a Inteligência Emocional – QE – pode ser aprendida em qualquer fase da nossa vida. Independente se nascemos mais ou menos inteligentes emocionalmente, podemos desenvolver essa habilidade quando assim desejarmos.

Como anda seu QE? Que oportunidades podem se abrir se tiver melhor consciência e controle das suas emoções?

Se esse assunto te tocou de alguma forma, venha entender como o Coaching pode te apoiar no seu desenvolvimento pessoal e profissional.

Te escuto!

Elaine Trannin
Facebook : coachelainetrannin
Whatsapp : 41 9971 1975
www.elainetrannin.com.br

coach@elainetrannin.com.br
Rua 24 de maio, 765 – Sobreloja 9 | Curitiba – PR | Cep: 80220-060

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *