CAMINHO PARA RENOVAÇÃO

Por Ticiana Tucci

Etapa 1: Falar a Verdade.

Nada que vive permanece igual!

Estamos nos modificando e transformando a todo momento. Nós somos levados a explorar e inovar para seguir em frente e sobreviver. É um impulso natural. Precisamos permanecer alinhados com as mudanças na vida pessoal e profissional desafiando o status quo, não importando quão sedutora possa parecer a “segurança” que muitas vezes acreditamos estar.

Todas as coisas vivas devem renovar-se ou morrerão!

No mundo do trabalho, encontramos 100% deste impulso de renovação. Quando uma organização embarca consciente neste caminho – quando ela ousa olhar abaixo da linha de resultados para uma “razão” mais profunda para o seu trabalho, quando enfrenta o futuro desconhecido com olhos abertos e um espírito aventureiro, quando busca alinhar o que há de melhor em suas pessoas com o seu próprio objetivo – ela verdadeiramente embarcou no Caminho da Renovação.

A Renovação é uma jornada espiritual que envolve a recuperação da alma de uma organização, que é refletida em seu entusiasmo, sua coragem e sua criatividade. Quando estes ingredientes estão presentes nos corações e mentes de suas pessoas, uma organização irradia energia, alto propósito, esforço concentrado e o mais alto desempenho. Ela está em alinhamento e a caminho da jornada da Renovação.

Vamos em frente!

E quais são as raízes para a Renovação?

Quando eu trabalhava em empresa, confiamos no caminho da renovação e convidamos nossos funcionários para embarcar nesta jornada. A liderança estava engajada e este ponto foi crucial para sermos bem sucedidos. Tivemos que resgatar raízes como: as organizações são entidades VIVAS! São compostas por pessoas, seres humanos, com necessidades reais que tentam atender, objetivos reais que esperam atingir e dons que desejam oferecer. Para que esta parceria – pessoas e empresa – tenha sucesso, é importante alinhar as duas partes. Este alinhamento é o fator mais importante no sucesso a longo prazo de qualquer organização.

Assim como todas as entidades vivas, as empresas seguem ciclos de vida com estágios de desdobramentos naturais: nascimento, crescimento, maturidade, colheita, decadência, morte e renascimento. Estes estágios progridem por si mesmos e prosseguem de acordo com uma lógica mais profunda, quer gostemos disto ou não. O ciclo está sempre em movimento. Nada permanence igual durante muito tempo. O fluxo é vital!

Mas todas as características escritas acima, cabem para nossas vidas pessoais, você não acha? Pois é, as empresas são formadas por pessoas e é preciso ter consciência de nossos objetivos e dons para fazermos a escolha mais acertada de carreira.

Voltando para o grupo de funcionários para o qual o trabalho da Renovação foi feito, tivemos que exercitar em primeiro lugar a habilidade de Falar a Verdade! Esta é uma das quatro habilidades que precisamos exercitar e viver em nossas vidas pessoais e profissionais para seguirmos neste caminho de transformação. Existem outras três habilidades, mas hoje escreverei apenas sobre o Truthtelling.

Foi um dia intenso de prática, de emoção e de profundidade para cada uma das pessoas que estava presente naquele evento. Deveríamos falar a verdade para cada um. Como foi difícil, mas importante para seguirmos em frente com os objetivos que tanto eram necessários atingirmos naquele ano! A verdade deveria ser falada entre os próprios funcionários, como também entre o funcionário e os clientes (internos e externos). Esta era a primeira habilidade a ser aprendida. Sem falar a verdade, não seria possível a renovação real.

Mas que trabalho! Pensando bem, com que frequência fugimos da verdade? Com que constância não precisamos saber o que realmente está acontecendo? Como ficamos perturbados quando devemos falar a verdade para quem detém o poder, dizer ao chefe e sabemos que ele não quer ouvir! Como é difícil, mas necessário. Se quisermos permanecer saudáveis, fortes e alinhados,  a verdade deve aparecer. Existe algo curioso sobre as empresas: a verdade de uma empresa não precisa tanto ser “descoberta”, mas “liberada”. Ela está presente o tempo todo, nos corações e mentes dos indivíduos, mas é frequentemente ignorada ou reprimida por medo de suas implicações. A verdade não é gentil: ela é uma presença criativa que, uma vez liberada em uma organização, a mudará para sempre. “Espaço” deve ser criado, primeiro dentro dos indivíduos e depois dentro da própria organização para receber, honrar e fortalecer a verdade emergente.

E ao fortalecer a verdade emergente você fortalece as relações das pessoas. O efeito desta habilidade promoveu profundas transformações naquela equipe. Foi um privilégio participar desta experiência e é nítido: quando falar a verdade torna-se um hábito, uma organização geralmente experimenta uma enorme sensação de entusiasmo, paixão e esperança. Há mais contato visual entre os funcionários, mais companheirismo nos corredores, mais foco e conversa direta em reuniões, mais escuta ativa e mais respeito mútuo.

Foi isto que pratiquei com aquela equipe e valeu a pena.

Ao terminar aquela vivência voltamos com os laços de trabalho mais sólidos, a confiança em alta e com a vontade de vencer em nossos olhos. Colhemos excelentes frutos naquele ano através da semente que foi plantada no treinamento da Renovação.

Tente você também e verá que, por mais difícil que seja, falar a verdade é libertador. Acredite!

Boa semana e em breve escreverei sobre as outras três habilidades para a Renovação. Aguarde!

Abraços,
Ticiana C. Tucci
ticiana@questaodecoaching.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *