ATUALMENTE, A TUA MENTE ATUA OU MENTE?

Por Daniele Gebin

Li recentemente essa frase nas redes sociais e ela me chamou muito atenção, pois, tudo que envolve a mente humana, me fascina por ela ter esse poder e mistério que somente um sistema cerebral tão complexo e perfeito poderia revelar ou esconder.

Gostaria de lhe convidar a essa reflexão e ao longo desse artigo desvendar se a nossa mente atualmente, atua ou mente.

Quando falamos desse sistema neurológico complexo e humano, me arrisco a afirmar que a partir dos pensamentos e ideias geradas em nosso consciente e subconsciente que podemos construir as coisas mais incríveis e inimagináveis para a construção da nossa realidade.

Segundo Napoleon Hill tudo que a mente humana pode conceber ela pode conquistar.

Essa frase de Napoleon Hill é muito perspicaz, mas é preciso analisa-la sob duas óticas: a positiva e a negativa.

Se hoje nos voltássemos ao passado há mais de 130 anos, quando o norte Americano Thomas Edison trouxe ao mundo pela primeira vez a luz elétrica, naquela época seria improvável conceber que existiria outras tecnologias como computadores, celulares, internet etc.  Porém a partir de uma ideia gerada por um pensamento humano, que proporcionou um grande avanço para humanidade, e que hoje nos parece tão simples e talvez sem importância, foi a partir de ideias como essa, que foi possível também originar tantas outras possibilidades infindáveis e magnificas já descobertas e outras tantas que ainda hão de surgir.

Essa mente que cria coisas absolutamente fantásticas, como foguetes, avanços na medicina e tantas outras coisas geniais é a mesma que faz com que travamos em um exame da autoescola e que é capaz de criar monstros e historinhas antes de se declarar para alguém, entre outras situações em que a mente simplesmente não funciona como deveria e passamos a ser reféns dela.

Se podemos criar coisas absolutamente extraordinárias, por um outro aspecto podemos também criar a partir dos nossos pensamentos os cenários mais sombrios e obscuros que a mente humana pode conceber.

A vértice principal das principais forças que nos governam de forma coletiva e individual tem raiz em nossos pensamentos, pois, esses pensamentos influenciam nossos sentimentos, nossas ações e comportamentos.

Perceba quando você está convivendo com pessoas de pensamentos negativos, é muito provável que seu dia ou seu ambiente fique também contaminado por essa energia afetando aquilo que sentimos e a maneira com o que agimos de forma individual e coletiva.

Quando nos aproximamos de pessoas de pensamentos prósperos, otimistas e positivos essa onda que chamamos de vibe, astral ou energia também é influenciada melhorando também nossas atitudes.

Para que a nossa realidade seja alterada de uma maneira que provoque mudanças em nossa vida de maneira favorável temos que ativar o observador diário e continuo dos nossos pensamentos.

Aquilo que você pensa é o que você manifesta em sua vida, se você pensa que é uma pessoa fracassada, esse é o sentimento liberado e as ações que você tomará será de uma pessoa fracassada.

É importante compreender que aquilo que a nossa mente concebe hoje é a realidade que será projetada amanhã.

Um velho ditado popular nos diz que:

“Preste atenção nos seus pensamentos, pois, eles se tornam palavras.

Preste atenção nas suas palavras, pois, elas se tornam ações.

Preste atenção nas suas ações, pois, elas se tornam hábitos;

Preste atenção nos seus hábitos, pois, eles se tornam caráter;

Preste atenção no seu caráter, porque ele se tornará o seu próprio destino”.

O fato é que muitas vezes nossos pensamentos criam situações falsas, cenários irreais, medos ilusões e passamos a viver em uma mente que mente para a gente todos os dias.

Esses pensamentos muitas vezes ficam enraizados em nosso subconsciente por modelos mentais, de situações e experiências de acordo com que vivemos com nossa família, cultura, vínculos sociais, afetivos, frustrações e decepções que experimentamos ao longo dos anos.

Porém essa é a graça da vida, pois, precisamos conhecer a dor para valorizar o prazer, precisamos da noite para se encantar com o dia, como saber o que é o frio sem o quente, o molhado sem o seco, o amargo sem o doce? Nós precisamos dos opostos, pois, sem eles, simplesmente não existe experiência.

E com essa consciência expandida da vida que tudo é experiência e que não precisamos ficar escravos dos nossos pensamentos, conseguimos quebrar um determinado padrão cognitivo e comportamental, mudando o nosso mindset e a atuação dos nossos diálogos internos das nossas mentes insanas, optando por padrões de pensamentos de qualidade para recriar uma vida mais plena e feliz.

Daniele Gebin
Psicóloga Organizacional
Coach, Leader Coach & Mentora
Ceo da Ateliê do Coaching
www.aldaficonsultoria.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *